Queremos que aceite pagamentos com cartão da forma mais segura possível, para que o seu negócio esteja protegido contra fraudes e para minimizar o risco de recuperações e estornos devido a erros, como por exemplo, o cliente não reconhecer o pagamento no seu extrato bancário. Embora os estornos não possam ser sempre evitados, a probabilidade pode ser reduzida seguindo alguns passos.

Neste artigo:


Reduzir a probabilidade de estornos

De forma a minimizar a probabilidade de um estorno ou recuperação acidentais, faça o seguinte:

  • Certifique-se de que o nome da empresa que introduziu durante o seu registo na SumUp é facilmente reconhecível para os seus clientes, porque é o nome que irá aparecer no extrato bancário deles. Se quer modificar o nome da empresa, por favor contacte a nossa equipa de Apoio ao Cliente.

  • Caso o cliente queira fazer um pagamento com um cartão de crédito empresarial, por favor peça para enviar uma cópia do recibo para o departamento financeiro da empresa.

  • Evite pagamentos duplicados: Ao utilizar a SumUp para pagamentos, receberá confirmação na hora sobre se o pagamento foi efetuado com sucesso ou não. Assim que aparecer um visto verde, pode fornecer ao cliente o recibo da transação. Se não for bem-sucedido, aparecerá uma cruz vermelha ou um ponto de exclamação vermelho. Adicionalmente, pode sempre verificar o histórico de vendas na app SumUp ou na sua Conta SumUp em me.

    Para saber como consultar o seu Histórico de Vendas, clique aqui.

  • Responda prontamente aos pedidos de recuperação. Tanto os clientes como os bancos podem solicitar cópias das vendas e cartas de crédito. Para mais informações sobre pedidos de recuperação, clique aqui.

  • Para evitar que o seu cliente não consiga identificar a compra no extrato bancário, aconselhamos que o informe com antecedência, por exemplo, que a SumUp irá aparecer no extrato bancário como o proprietário da conta bancária, mas que o nome da empresa aparecerá na referência (SUMUP* nome da empresa). 

  • Uma vez que a SumUp oferece a função de enviar um recibo ao titular do cartão através de email ou mensagem de texto (ou conectar uma impressora de recibos compatível), recomendamos que o faça. Além desta opção, também pode passar um recibo à mão. Ao fazê-lo, garante que o seu cliente tem um comprovativo de pagamento caso tenha dificuldades em identificar a transação no extrato bancário.
     

Dicas de segurança para pagamentos seguros

  • Se quiser reembolsar um pagamento a um cliente, emita sempre o reembolso diretamente de volta para o cartão com que o pagamento foi efetuado. Se o reembolso for efetuado através de dinheiro, cheque ou ordem de pagamento, certifique-se que tem um comprovativo de reembolso assinado pelo cliente. 

  • Recomendamos que tenha o cliente à sua frente, de forma a garantir o processamento regular de uma transação com a presença do cartão. 

  • Transações Chip & PIN oferecem segurança adicional quando efetuadas no leitor de chip da SumUp.

  • Utilize a banda magnética apenas quando o cartão não tiver chip nem tecnologia NFC. Primeiro, insira o cartão, depois o leitor de cartões irá avisá-lo que deve utilizar a banda magnética (ou seja, passar o cartão).

  • Cartões com banda magnética apresentam um certo risco, uma vez que este sistema é um dos mais utilizados nas fraudes financeiras.

  • Verifique que o cartão de crédito não está danificado – segure no cartão durante a transação, para que tenha a oportunidade de o examinar.

  • Se o cartão de crédito for recusado, não continue a tentar. Em vez disso, peça ao cliente uma forma alternativa de pagamento.
     

Dicas de segurança para evitar fraudes

  • Verifique se a morada de faturação e a morada de envio são as mesmas, caso esteja a enviar um produto. Se não corresponderem, pergunte ao cliente porquê. A resposta do cliente deve fazer sentido. Se não fizer, não aceite o pagamento. Caso tenha alguma dúvida sobre aceitar ou não um pagamento, esteja à vontade para nos contactar.

  • Valide os pagamentos com a assinatura real do seu cliente. Em alguns casos, será pedido ao cliente que assine no ecrã do seu smartphone/tablet em vez de introduzir o PIN. Não é possível escolher entre PIN e assinatura, o próprio cartão determina que tipo de autorização é solicitada. Compare a assinatura com a do verso do cartão e verifique informações adicionais se necessário. Se o cartão não estiver assinado, solicite um documento de identificação com fotografia e assinatura e peça ao cliente para assinar o cartão. Na pior das hipóteses, solicite que o pagamento seja efetuado com outro cartão. Nunca assine em nome do cliente.

  • Em pagamentos com Chip & Assinatura, os comerciantes têm a responsabilidade de verificar a legitimidade da assinatura do cliente.

  • Certifique-se de que o cartão de crédito pertence ao cliente.

  • Em transações elevadas (por exemplo, 1000 € ou mais), solicite um documento de identificação com fotografia para verificar se o cartão pertence ao cliente.

  • Confirmação de entrega: Se enviar um produto, certifique-se de que tem as informações de rastreamento e um recibo de entrega. Para encomendas maiores, exija uma assinatura para confirmar a receção.

O que não deve fazer

  • Introduza o valor total da venda – não divida a venda em montantes mais pequenos. Saiba que não é permitido dividir um montante em várias transações de forma a evitar limites do cartão do cliente, uma vez que vai contra os Termos e Condições dos nossos parceiros bancários. Os nossos sistemas de segurança utilizam medidas para detetar transações divididas.

  • Nunca assine em nome do cliente. Valide sempre o pagamento com uma assinatura (caso falte a assinatura ou esta seja inaceitável, a representação oficial do pedido de recuperação ou o estorno não serão reconhecidas pelo emissor).

  • Tenha em atenção que o autofinanciamento (fazer pagamentos com o seu próprio cartão) não é permitido com base nos Termos e Condições dos nossos parceiros bancários. Os nossos sistemas de segurança utilizam medidas para detetar sinais de autofinanciamento. Essas transações devem ser reembolsadas.
Esse artigo foi útil?

Não encontrou o que procurava?

Contacte-nos

Artigos nessa seção